Postagens

Mostrando postagens de Junho, 2018

[Contos de Junho] Alexandre e Ela por Aline Duarte AN

Imagem
Olá Leitores!

Depois de hiatos de dois meses, estamos finalizando a Semana de Contos de Junho! Escolhi para esse dia meu conto, ele surgiu de um final de semana, romantizei um pouco, tirei algumas partes coloquei outras, mas boa parte está ai. Espero que gostem.
Alexandre e Ela
Título original: Festa Havaiana
Um final de semana e uma festa havaiana, definem o conto Alexandre e ela, um amor encontrado.

"Vai ser legal", elas disseram, mas Camille não acreditou.
Suas amigas eram doidas, isso era fato, mas eram insubstituíveis. Tania, Marina e Yohanna "batem cartão" nas baladas todos os finais de semana, e se em alguma conversa elas ouvirem open bar, lá iriam elas.
Camille não gostava muito, mas sempre dizia com um sorriso sincero "Vão e se divirtam", quando se despedia de suas amigas. Mas dessa vez, não teria argumento do universo que faria suas amigas a deixarem em casa.
Último ano da faculdade, logo chegaria a formatura e o quarteto iria se separar, ou par…

[Contos de Junho] A Morte e o Amor por Aurora Welsh

Imagem
Olá leitores,
Quando falamos na morte logo nos vem à mente um ser sem rosto, com longas vestes pretas com capuz e uma foice para ceifar a vida de suas vítimas, mas ninguém pensaria que a Morte pudesse ter sentimentos. Leia e me diz:
A Morte e o Amor 
Dizem que a morte canta todas as vezes que vê um dos filhos de sua irmã Vida, morrer. Pode ser trágico, fatal ou indolor, ela se alegra. Mas essa nunca foi a verdade, foi um mito inventado por aqueles seres amargos, que queriam mostrar a Morte de uma maneira ruim, errada. 
A Morte carrega um fardo que ninguém vivo suportaria, vê todos ao seu redor morrendo lentamente, sabendo que no fim, ela terá de tomar seus corpos nos braços e arrancar a alma de seus corpos falecidos. Ela sente um corte, uma dor aguda e profunda em seu peito todas as vezes que precisa exercer seu trabalho. É odiada por muitos, incompreendida e tratada como lixo. 
Infelizmente ela também se vê assim... lixo. 
Mas, logo no começo dos tempos, existiu um ser... um humano.…

[Contos de Junho] Amor Guardado por Aurora Welsh

Imagem
Olá Leitores!
E inicia hoje a Semana de Contos de Junho! E sob o tema romance, vamos conhecer a história de Pedro e Ronaldo. Quantas pessoas que conhecemos que são escravas de suas vidas sem felicidade? Se não nós mesmos? E por que não arriscar uma vida nova com felicidade? Qual o empurrãozinho que você precisa para ser feliz?
Amor Guardado Pedro tinha duas escolhas na vida, seguir o caminho que o próprio pai escolheu ou ser feliz. Infelizmente, ele escolheu o caminho que o pai designou, trabalhando em uma empresa, cerca de doze horas por dia, feito um condenado. 
Pedro não era feliz, claramente. Ele se sentia vazio, sem vontade de viver. A cada dia em que ele virava as costas para seu verdadeiro eu, ficava um passo mais perto de um abismo sem volta. Sua vida se resumia em ternos, gravatas, sapatos caros e documentos aparentemente importantes. 
Ele era moreno, com a pele parda, olhos castanhos escuros, cabelos cacheados sempre bem arrumados e aparados para manter a elegância. A barba…

[Blog] 5º Ano do Blog Pense. Repense.

Olá leitores,
Em comemoração ao quinto ano do blog e ao décimo ano de escrita, temos uma novidade incrível! Em parceria com amigos do meio da literatura, estarei publicando a primeira antologia de poesias, Pense. Repense. Minha inspiração.
Outros detalhes eu irei postando aqui no decorrer, por enquanto podem apreciar o livro sem revisão gratuitamente no Wattpad.

Sinopse
Meus poemas, que estavam guardados a sete chaves, agora, são revelados.  Aline Duarte, 2013.
Toda história tem um início, um meio e um fim. E essas páginas contam minha história através da poesia, a forma como vejo o mundo ao meu redor e como superei as adversidades da vida ao longo desses dez anos. Posso estar no começo, ou quem sabe perto do fim, mas minhas poesias aqui se fazem eternas.
Reúno aqui minhas melhores poesias.
Escritora Aline Duarte © Todos os direitos reservados
Capa por Paloma Nunes

[Dica de Bodas] Cartas Abra Quando... Amizade!

Imagem
Olá leitores, 
Após alguns comentários sobre essa homenagem "Cartas Abra Quando" para a pessoa que mais amamos, nossas amigas, mãe; Resolvi montar essa postagem com ideias inéditas (totalmente minha, se usar credite)! Cartas Abra Quando... Amizade!
Quando sentir saudade...
Envie uma foto de vocês duas juntas (juntas mesmo ou montagem lado a lado) "Olhe para nossa foto juntas, e lembre que sempre estarei contigo, mesmo que não fisicamente."
Quando precisar conversar, e eu não puder...
Envie uma foto sua e escreva atrás da foto "Pode falar amiga que eu te escuto" 
Quando estiver apaixonada... ... Se ela já tiver namorado ou crush:
Escreva uma pequena carta e diga o quanto admira sua amiga, o quanto você aprendeu com essa amizade, encha sua amiga de elogios, no final faça drama para ela não te deixar, que você ama muito ela, que a amizade de vocês está acima de qualquer boy, etc.

... Se ela estiver sozinha:

Faça um "vale farra" (ou o que vocês…