leitura

título

05 abril 2014

[Contos] O Tesouro [parte final]

A Magia aconteceu

Além da cidade e da floresta mística, nomeada pelos camponeses e moradores do vilarejo como a floresta amaldiçoada por bruxos, bem além dos olhos de qualquer mero mortal existia enormes portões. E por trás destes portões um enorme castelo do antigo mestre Ocla, onde servia durante tantos anos desde que mestre Ocla era vivo, como uma escola de bruxaria e feitiçaria branca.


Depois de um recente ataque a uma loja de ervas e chás desta escola, os feiticeiros que estão no controle da escola se reúnem.

-Tantos anos e aquele feiticeiro de meia tigela estava quieto, eu nem lembrava mais dele!- disse o feiticeiro Kinney
-Mas o que aconteceu depois que conseguiram impedi-lo de completar o feitiço?- diz Margarida, sua aprendiza mais evoluída.
-Ele fugiu, e levou alguns ingredientes com ele. Tentamos segui-lo, mas perdemo-lo de vista. Está mais ágil e rápido.
-Pesquisei os ingredientes que ele roubou, e comparei com alguns feitiços, e veja o resultado- ela mostra algumas folhas ao feiticeiro Kinney.
-O feitiço Cravo e Rosa- diz ele depois de ler os arquivos- já imaginava.
-Sim, mas tem algo mais nesse feitiço, não é somente Cravo e Rosa. 
-Mas antes de sair à procura dele, temos que nos proteger, ele já deve saber de nossas intenções. Se ele modificou esse feitiço básico, imagine os outros?

Sophia que estava fazendo outras tarefas entra na sala.
-Com licença Kinney?
-Toda Sophia.
-O alerta foi dado em todas as classes, anos e inclusive nas masmorras- disse Sophia com sua voz doce e sábia.
-Mas você não veio apenas me informar isso. Do que você precisa?
-Você sempre lendo meus pensamentos. As pedras preciosas, precisamos ir atrás delas.
-Mas elas estão espalhadas pelo mundo, nosso Mestre os separou a muitos anos durante a batalha com o reino de Armageddon!
-Vou reunir um de nossos melhores alunos para ir junto.
-Ok, vou começar os feitiços para encontra-los o mais rápido possível. Estarei em minha sala de feitiços.
-Vamos nos separar que assim encontramos mais rápido!
-Boa ideia. Os feitiços para encontrar as pedras estão aqui, boa sorte.


A campainha toca.

-Olá, bom dia, posso ajudar?
-Senhor Stifler Wenz?- diz um senhor aparentemente com 150 anos e barba longa e completamente branca.
-Sim, sou eu, o que o senhor deseja?
-Precisamos conversar com a senhorita Morgana. Eu sou o Feiticeiro Jhonatan Kinney.
-Mestre Kinney?- pergunta Morgana Conrado após ouvir a voz do senhor.
-Senhorita Conrado! Ou devo dizer senhora?
-Mestre Kinney, quanto tempo! Senhorita, por favor.
-Por favor, entre, senhor ou mestre?- Stifler pergunta confuso.
-Mestre Kinney eu prefiro. Essa é minha aprendiza Saffira Taiff.
-Olá, bom dia- diz Saffira.
-O feiticeiro Lottus deixou uma pedra sob seus cuidados há alguns anos, não é senhorita Conrado?
-Sim, esta comigo sim, mas porque precisam dela? Tem algo haver com o feiticeiro John Kinney?
-Sim, ele conseguiu o que queria e na próxima lua cheia terá o feitiço completo. Ele já tem um enorme exercito a favor dele, apenas esperando segunda ordem para nos atacar. Precisamos das Pedras para enfeitiçar o castelo.
-Bom, e como o encontraram?
-Ele atacou e saqueou nossa loja de chás na cidade. Nossos aprendizes tiveram sorte em continuar vivos.
-Puxa vida, vamos sim, mas antes preciso fazer minhas malas.
-Esta?- com um passe de mágica de Kinney aparece uma mala cheia de roupas no meio da sala, quando ele repara numa caixa em cima da mesinha de centro- esta caixinha- diz ele indo a direção a ela com os olhos mareados.
-A caixa de pandora, o que tem ela?- pergunta Stifler.
-Onde a conseguiu?
-Eu sou caçador de relíquias, herdei do meu avô, eu recupero, ganho ou compro relíquias.

Kinney se pergunta “como eu nunca consegui achar antes?” e finalmente pergunta:
-Mas porque eu nunca consegui rastrear antes? Você jogou algum feitiço? Você é feiticeiro?
-Mais ou menos. Meu avô me ensinou a “limpar” a relíquia, para não ter problemas futuros com antigos donos.
-Isso é interessante. Precisamos que venha conosco também senhor Wenz.
-Mas como você já sabia meu nome antes de me conhecer?
-Primeiro sou um feiticeiro mestre. Segundo é o nome que os seguranças de Morgana me disseram ao dizer onde ela estava.

Após as malas de Stifler estar pronta e a casa fechada:
-Podemos ir então?


De volta ao castelo.

-E como estão os preparativos?- pergunta Kinney.
-Só preciso das pedras, tivemos sorte em recupera-las.
-Que bom, foi um pouco complicado conseguir as nossas. Mas estão todas aqui.
-Vamos iniciar logo! Senhor Wenz, gostaria que fosse com a professora Luna para enfeitiçar alguns objetos- então ele se dirige à professora- Professora Luna, este é o senhor Stifler Wenz, e gostaria que o levasse à sala de relíquias, ele tem um feitiço extremamente potente para tirar os rastros dos objetos. Forneça a ele o material que ele precisar.
-Sim Mestre, agora mesmo. Venha comigo senhor.

Wenz e a professora Luna se dirigem a tal sala de relíquias, ele sempre anda com seu livro de feitiços de seu avô, escrito a mão pelo avô dele; assim que ela lhe forneceu os ingredientes necessários ele começou a enfeitiçar os objetos.

Enquanto isso, em outra sala do castelo, as pedras preciosas eram enfeitiçadas para fazer parte de outro feitiço, que ajudaria na defesa do castelo.

John e Johnatan Kinney são irmãos, herdeiros do castelo mais famoso da história, onde o mestre Ocla lecionou suas primeiras turmas de bruxaria e feitiçaria. Ocla era o avô de John e Johnatan. O castelo foi construído pelos seus ancestrais, e como dizia a lei antiga, foi passada ao filho mais velho, e assim por diante, até chegar a essa duplinha.

Assim que Ocla recebeu essa parte da herança, tinha o sonho de lecionar e passar adiante tudo o que aprendeu se tornando o mais poderoso dos Magos da Eslováquia antiga, por seu conhecimento e humildade.

Ocla passou primeiramente seus ensinamentos à suas filhas, que posteriormente passou aos seus filhos com a ajuda de seu pai. Mas algo não estava certo. Quando os cinco netos de Ocla chegaram à idade de começar a aprender as magias, e depois começar a separação dos bens, os dois filhos de Elizabeth, filha mais nova de Ocla, morreram de uma peste horrível, que anos mais tarde foi dada a morte dos gêmeos por bruxaria proibida.

A irmã caçula de John e Johnatan morreu no parto, até hoje a causa é desconhecida, mas Johnatan, que tinha o mesmo intelecto de seu avô conseguiu se proteger do irmão depois que o seguiu frequentando bibliotecas públicas e lendo livros de Magia Proibida.

O único objetivo de John? Herdar sozinho o castelo, formar feiticeiros no mundo todo de magia proibida, o grande clichê de dominar o mundo, e então reinar eternamente, como sendo o mais poderoso da magia proibida, ao contrario de seu avô. Ele sempre teve inveja de seu avô, por ser tão poderoso e ter herdado sozinho o castelo, mas sempre quis ser mais.

Um ataque de magia proibida chega ao castelo, são esferas de todas as cores que ao tocar o chão se transformam em bichos horrendos. Cerca de 100 alunos de magia proibida- certamente os que não passaram no teste para a escola de magia branca- fazendo este tipo de magia, outros 100 alunos faziam outro tipo de ataque aéreo.

Neste momento todos os alunos da escola de Johnatan já estão separados também para fazer a proteção do castelo. Uma parte está contra atacando, a outra parte, a mais forte, está enfeitiçando o castelo com as pedras preciosas. Os ataques e contra ataques seguem, enquanto isso Stifler, Luna e Morgana terminam de enfeitiçar as relíquias e começam a enfeitiçar o castelo, para que John pare de perseguir o que não o pertence.

Depois de duas horas de combate, Stifler consegue terminar, e a ultima coisa que ele tem que fazer é jogar um feitiço contra o próprio John, para tirar dele o desejo de querer o castelo. Stifler está chegando perto do Mestre Kinney, mas não avista John.

-Mas será que o safado não veio lutar sua batalha?- grita Stifler por trás do barulho da guerra.
-Ele não seria tão fraco assim, olhe- ele aponta para uma montanha perto de lá- ele está lá no topo, entre aquelas arvores, escondido, esperando o triunfo final eu acho.
-Que não vai acontecer! Eu preciso ir até lá para acabar com isso.
-Mas você não pode ir sozinho! Pode morrer! Sophia!
-Sim Mestre Kinney!
-Vá com Stifler, dê cobertura!
-Sim senhor!- responde Sophia, acatando a ordem de seu mestre.
-Me desculpe mestre, mas eu vou junto- diz Morgana correndo em direção a eles.
-Ok Morgana, mas, por favor, voltem vivos!
-Sim senhor, Mestre- responderam em coro.
-O que ela está fazendo?- cochicha Stifler à Morgana.
-Orando aos deuses para ajudá-la- responde ao mesmo tom Morgana.
-Bom, terminei, agora demos as mãos, vamos até perto de onde ele está.

Todos concordam e fazem o que ela disse. Logo que deram as mãos e fecharam os olhos, um redemoinho forma-se ao redor deles e em questão de segundos estão no topo da tal montanha, caminham mais um pouco e conseguem ver John.

-Vou paralisar ele, não por muito tempo, pois assim que ele perceber a magia irá revidar. Infelizmente minha magia é gradativa, pois vem da natureza, estão prontos?  Eles assentem. Sophia começou a balançar suas mãos parecendo uma dança, depois começou a rodopiar, depois que havia um redemoinho ao redor dela ela parou com os olhos fechados.
-Assim que ela abrir os olhos, você lança o feitiço- disse Morgana e alguns segundo depois ela abre os olhos- AGORA!

Seus olhos estão rosa- choque, assim que ela abre os olhos mostrando os olhos, ela se curva para frente jogando este redemoinho até John que por minutos fica envolto por este redemoinho e paralisado.

O feitiço é lançado por Stifler, enquanto Morgana está ao lado dele em outro ângulo à Sophia e Stifler em posição de ataque. Morgana também é feiticeira e usa da magia da natureza assim como Sophia e a ajuda assim que Stifler joga seu feitiço. Assim que o feitiço chega em John, ele parece hipnotizado, para de dar os comando de ataque, e seus “alunos” ficam sem saber o que fazer e começam a recuar para se proteger.

A festa é geral, pois perceberam que deu tudo certo. De volta ao castelo, juntamente com John Kinney, feitiços em cima de feitiços são lançados nele, que é aprisionado na masmorra mais alta do castelo, sem poder qualquer de fuga. Todos os feitiços lançados por ele foram anulados assim que ele foi capturado, um deles é a família que morava na ultima casa da rua onde Stifler alugou.

-Você é meu herói, Stifler- diz Morgana se agarrando a ele e lhe dando um beijo apaixonado.
-Agora que acabou, podemos ir para casa? Eu que não sou feiticeiro e fiz mais feitiços que o mestre Kinney- todos riem, até mesmo Kinney, mesmo não achando graça.
-Podem ir sim, mas agradeço de coração por terem me ajudado e à minha escola também. Todos nós e os alunos temos uma dívida com vocês.
-Colocando nossos filhos na sua escola, por mim está bem!

Todos riem juntos

-Quero que fiquem com isso- diz ele ao mestre Kinney, lhe mostrando uma caixa de madeira com as iniciais JK. A Caixa de Pandora, mãe de Kinney.

De volta à cidade, na casa de Stifler.

-Sabe Stifler, sempre quis ter uma vida simples assim, não gosto do luxo que meus pais me deixaram.
-Você pode morar comigo, se quiser.
-Sério?- pergunta ela surpresa.
-Sim, você pode me ajudar com as magias, a caçar relíquias.
-Isso sempre foi o meu sonho, mas meu pai nunca me deixou! Vou adorar!
-Ele é super protetor mesmo! E como entrou na escola de magia?
-Foi a única coisa que ele e minha mãe me deixaram fazer. –os dois riem.
-E quem sabe se tornar a senhora Wenz um dia?

Os dois se beijam apaixonadamente.

Depois de uns dois dias, eles voltam juntos para a cidade onde está a loja do avô de Stifler, onde moram por um longo tempo, até casarem, terem seus filhos e morrerem na velhice.


Esta é uma história de conto de Magia, Romance e Aventura!

O personagem Stifler Wenz surgiu de um grande amigo, Cleiton Wenz e Sophia de uma grande amiga Vivian Breciani.

Aline C. Duarte 2013/2014
Contos: O tesouro

2 comentários:

  1. Puxa vida em WOOOOW
    muy bueno chica
    by tu hermano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Porque não se loga hermano Cleiton? Yo sé que es tú! jajajajaja

      Excluir

Primeiramente obrigada pela visita, se quiser deixe seu comentário aqui.

- Por favor, comente sobre a postagem;
- Se você tiver um site, blog, etc, não comente apenas "seguindo, segue também?", comente sobre a postagem e deixe o link, saiba como aqui, se eu gostar, eu sigo;
-Não aceito comentários ofensivos, apenas construtivos;
-Todo comentário obsceno, ilegal, ofensivo e/ ou escrito todo em letra maiúscula, será apagado
-Se precisar de ajuda, procure deixar o máximo de informação possível;

Se você gostou do blog, ajude a divulgá-lo, é simples! Obrigada pela visita.